11 de maio de 2018 às 12:00

Notas Roqueiras: Mudhill, Trampa, Centropia

Equipe Combate Rock

–  A banda paulista Mudhill lança videoclipe em cenário apocalíptico. Em um mundo onde os computadores são mais importantes nas nossas vidas, a Mudhill vandaliza um dos seus e o deixa jogado no meio de um terreno baldio. O personagem Bill, um apaixonado por computadores vê a cena e os faz pagar pelo comportamento. Assim começa o videoclipe de "Just Look Back", música que está no último disco da banda paulista Mudhill, "Expectations" (2016). A canção fecha o ciclo deste álbum e prepara a banda para uma nova etapa em 2018 com novo disco sendo gestado.

Confira o clipe de “Just Look Back” aqui.

Cena do videoclipe “Guerra”, da banda Trampa (foto: Divulgação)

– De todas as situações difíceis que vivemos, nós, brasileiros sempre tentamos tirar alguma coisa irônica ou engraçada para passar por momentos assim. A banda brasilense Trampa entendeu esse espírito e em seu novo clipe "Guerra" resolveu criticar a política com humor. O vídeo gravado em várias locações de Brasília traz representantes do povo "tocando o terror" na cidade e nos cidadãos. Uma clara analogia ao que se passa hoje na política nacional.

Grande parte das cenas gravadas pelas ruas da capital federal não ganhou roteirização, o que deixou os atores livres para criar situações completamente desconfortáveis para quem passava por ali. A música está no disco Viva La Evolución (2016) e fecha o ciclo do álbum, preparando o grupo para um EP que virá todo em inglês e será lançado no Canadá e para o vinil previsto para sair em junho deste ano, que comemora os dez anos do projeto Trampa Sinfônica.

O clipe contou com as atuações dos atores Marcel Papa (o Fora), Arthur Brenner (o Porco), Eduardo Nunes (o deputado federal O Mito) e Danilo Andrade (que faz menino em situação de rua). Além dos figurantes Devana Babu e Mari Pantuzzo. A direção é de X, produção de André Noblat e Julia Maria Ritter, direção de arte da Julia Maria Ritter, direção de fotografia do Cadu Andrade.

Veja aqui o clipe de “Guerra”.

Lauro Aires e banda Salto Tripo (Foto: Breno Galtier/Divulgação)

– Lauro Aires e a banda Salto Triplo se unem novamente para apresentar o segundo disco do projeto Centropia, o Centropia II. O novo álbum chega mais roqueiro, com timbres distorcidos e guitarras mais pesadas. Mas não pense que a banda perdeu sua essência. A mistura de estilos continua presente, dessa vez com reggae em "Pele", com blues em "Blues" e até um rock rural na faixa "Além de Lá", que fecha o disco. "Assim como no primeiro trabalho, a base de tudo é o rock, que se abre pra vários outros estilos, ganhando outras influências e novas cores", explica Lauro Aires.

Participações especiais não faltam neste álbum. Sempre com artistas de Brasília. O amigo e parceiro Kiko Peres (Natiruts) está de volta nas guitarras de “Só Você Vê", e Haroldinho Mattos participa da faixa "Blues". O cantor Alysson Takaki fez todo o coaching de voz e canta em "Só Você Vê", "Starboy" e "Pele". Bruno Dourado (percussão), o franco-palestino Youssef Abado (voz) e João Mansur (sintetizadores) estão em "Pangeia". Mansur também participa de "Palavra".

A música escolhida como primeiro single deste álbum foi "Labirintos Mágicos", uma parceria com Carlos Pinduca, das icônicas Maskavo Roots e Prot(o).

Fonte: UOL

comentários

| Rádio Califórnia 89,1 FM'); }
Estúdio Ao Vivo